ÉTER- NA- MENTE


22/02/2010


OS OLHOS DA GATA

Seus olhos me olham...

Semblante fechado,

São típicos de uma Gata

Quando fita o amado

           (apaixonado!).

 

Penetrantes e fatais,

Fascinantes, sedutores,

Provocantes, minados.

 

Eu olho seus olhos

Mutantes de cor;

Do mel ao fel,

Meio claros,

Meio opacos,

Conforme teu humor.

 

Suas pupilas contraindo,

De um jeito próprio: felina!

Regulando meu foco,

Captados perfeitos

Somente em tua retina.

 

Haja luz e haja brilho,

Teus içados e lindos cílios,

E íris de um castanho dourado;

Lindos sorrindo!

Quando sérios,

Mais belos ainda.

 

Falo dos olhos que iluminam meu céu,

Minha alma e meu chão;

Falo dos olhos que emolduram meu ser,

E perfeitamente minha imagem,

Falo dos olhos que despertaram minha paixão,

Falo dos olhos de uma certa Gata Selvagem.

Escrito por Makalé Gomes às 20h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, TERESINA, MARCOS AURÉLIO G. DA SILVA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Livros, Arte e cultura
Outro -

Histórico