ÉTER- NA- MENTE


11/07/2011


BEM-TE-FY

 

Quando bem te vi,

Bem te quis

Adorável menininha.

Linda!

Vem cá, Sophya...

Nannnnnnão!

 

Sorriso faceiro,

Cabelos cacheados,

Finos loiros, dourados,

Ô caminhado matreiro...

E logo te chamei de Fy.

 

Hoje, balançando lá do fio

A avezinha me acorda

Ainda de madrugada

Parece até serenata

Gritando Fy, Fy;

Bem te Fy, bem te Fy.

Me convidando logo cedo

A lembrar de Ti...

 

Saudade de Sophya!

Bem-te-vi.

Bem-te-quis.

Bem-te-Fy.

 

Escrito por Makalé Gomes às 15h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, TERESINA, MARCOS AURÉLIO G. DA SILVA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Livros, Arte e cultura
Outro -

Histórico